Ter um plano B não é bom para suas metas, diz estudo

Texto Jussara Goyano | Foto Shutterstock

O que até então tem sido considerado uma maneira sensata de planejar as coisas cai por terra, de acordo com uma nova pesquisa Universidade de Wisconsin-Madison.

Quando se trata de estabelecer metas organizacionais e pessoais, fazer um plano de backup, o famoso “plano B” pode atrapalhar a conclusão do plano A.

No estudo, voluntários receberam uma tarefa após a qual, se eles mostrassem alto desempenho, receberiam lanche gratuito ou poderiam sair mais cedo. Alguns grupos foram, então, instruídos sobre outras maneiras de conseguir comida de graça no campus ou poupar tempo no final do dia, caso não se saíssem bem o suficiente para ganhar o lanche ou a folga. Aqueles nos grupos que já tinham em mente planos de backup apresentaram menor desempenho na tarefa, pois, nesses casos, houve diminuição no desejo de sucesso na meta.

Para ser mais assertivo nos objetivos, no entanto, os pesquisadores responsáveis pela experiência não recomendam passar pela vida sem um plano B. A melhor maneira de utilizar esse recurso seria esgotar as possibilidades de execução do plano A, para, então, investir em uma contingência. Principalmente nos casos em que o êxito da primeira opção depende exclusivamente do esforço do indivíduo.

(Fonte: ScienceDaily.com)

Revista Psique Ed. 128