Pais que se valorizam criam filhos mais resilientes

Segundo artigo publicado na revista Psychology, reconhecer os pequenos é uma atitude ainda mais eficaz quando os pais já estão condicionados à valorização de seus próprios pontos fortes

Texto Jussara Goyano

Foto Shutterstock

Dar ênfase às qualidades dos filhos é um modelo educacional positivo, que tem criado indivíduos mais resilientes, segundo artigo publicado na revista Psychology. De acordo com o autor, Lea Walters, da Melbourne Graduate School of Education, Austrália, reconhecer os pequenos é uma atitude ainda mais eficaz quando os pais já estão condicionados à valorização de seus próprios pontos fortes.

Para chegar a essa conclusão, Walters observou 103 crianças australianas em idade pré-escolar, relacionando suas estratégias de coping ao perfil dos pais de cada uma delas. Pais que se valorizavam conseguiam desenvolver nos filhos uma maior capacidade de modular suas respostas emocionais aos problemas, evitando comportamentos de esquiva ou agressividade.

Evitar o “stress tóxico” (intenso e de longa duração) deve ser o alvo do comportamento parental em questão, deu a entender o pesquisador. Certos desafios da vida seriam apenas aprendizados e auxiliariam no desenvolvimento – seriam o que chamamos de stress positivo.

(Fonte: Revista Make It Positive/ www.scirp.org)

Revista Psique Ed. 120

Pais que se valorizam criam filhos mais resilientes