Ficar muito tempo sentado faz mal à saúde e pode até levar à morte; entenda

Estudo apontou que até 4% das mortes no mundo poderiam ser evitadas reduzindo-se o tempo que as pessoas passam sentadas ao longo do dia. Saiba mais

*Por Jussara Goyano

Foto Shutterstock

Até 4% das mortes no mundo poderiam ser evitadas reduzindo-se o tempo que as pessoas passam sentadas ao longo do dia, segundo informações divulgadas pela Agência USP. Isso representa 433 mil pessoas por ano, de acordo com estudo realizado por pesquisadores da Universidade de São Paulo e da Universidade Federal de Pelotas.

“No limite, reduzindo o tempo sentado em até 3 horas por dia, seriam evitadas 4% de mortes. Entretanto, reduções mais singelas já repercutiriam em grandes ganhos em saúde pública. Por exemplo, reduzindo em 2 horas/dia o tempo que ficamos sentados seriam evitados 2% das mortes; se for uma redução de 1 hora/dia, teríamos 1,2% a menos de mortes”, aponta o educador físico Leandro Fórnias Machado de Rezende, da Faculdade de Medicina (FMUSP) em nota publicada pela Agência.

*Jussara Goyano é jornalista. Estuda Psicologia, Medicina Comportamental e Neurociências, com foco em resiliência, bem-estar e performance. É coach certificada pelo Instituto de Psicologia Positiva e Comportamento.

**Conteúdo adaptado do texto “‘Chá de cadeira’ faz mal”

Revista Psique Ed. 130