Como o organismo reage ao estresse

Ao experienciar o estresse, o nosso corpo desvia recursos metabólicos para sua resposta de emergência. Veja como esse processo acontece no organismo

*Por Jussara Goyano

Foto Shutterstock

Ao experienciar o estresse, o nosso corpo desvia recursos metabólicos para sua resposta de emergência. Pensava-se que o sistema nervoso simpático – sistema instintivo do corpo para reagir ao estresse – dirigia essa atividade, mas uma pesquisa recente do Weizmann Institute of Science, em Israel, agora mostra que os neurônios no cérebro têm um papel surpreendente nessa atividade. As descobertas, que apareceram recentemente na Cell Metabolism, poderão, no futuro, ajudar no desenvolvimento de melhores medicamentos para patologias relacionadas com o estresse, tais como os transtornos alimentares.

Quando somos expostos a situações estressantes, o hipotálamo intensifica a ativação de um receptor em suas paredes exteriores, o CRFR1. Sabe-se que esse receptor contribui para a rápida ativação da rede nervo simpática – aumentando o ritmo cardíaco, por exemplo. Como essa área do cérebro também regula o equilíbrio de energia do corpo, os cientistas partiram resolveram verificar se o CRFR1 poderia desempenhar um papel nisso. Eles descobriram que é o receptor que desempenha efeito inibitório sobre as células nervosas, e isso é o que ativa o sistema nervoso simpático.

A descoberta, entre outros detalhes revelados pela pesquisa, pode auxiliar no desenvolvimento de tratamentos psicofarmacêuticos que atuem no hipotálamo, o que já está sendo feito por algumas empresas, em busca de um possível tratamento para os transtornos de ansiedade ou depressão. Os cientistas alertam, no entanto, que, como as células estão envolvidas no equilíbrio energético, bloquear os receptores poderá ter efeitos colaterais, como ganho de peso.

Para saber mais:

Yael Kuperman, Meira Weiss, Julien Dine, Katy Staikin, Ofra Golani, Assaf Ramot, Tali Nahum, Claudia Kühne, Yair Shemesh, Wolfgang Wurst, Alon Harmelin, Jan M. Deussing, Matthias Eder, Alon Chen. CRFR1 in AgRP Neurons Modulates Sympathetic Nervous System Activity to Adapt to Cold Stress and Fasting. Cell Metabolism, 2016; DOI: 10.1016/j.cmet.2016.04.017
*Jussara Goyano é jornalista. Estuda Psicologia, Medicina Comportamental e Neurociências, com foco em resiliência, bem-estar e performance. É coach certificada pelo Instituto de Psicologia Positiva e Comportamento.

**Conteúdo adaptado do texto “Estresse”

Revista Psique Ed. 126